Agência investiga se distribuidoras vendem combustível

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) está investigando se há participação de distribuidoras de combustível na revenda do produto, o que é proibido por lei. A agência já está apurando indícios da participação da Esso, Shell, Ipiranga e da estatal BR distribuidora na revenda. O gerente de abastecimento da ANP, Eugênio Maia, disse que se ficar comprovada essa participação, a agência poderá determinar a cassação das licenças dos postos.A acusação de prática ilegal é endossada pelo presidente da Federação do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes (Fecombustíveis), Gil Siuffo. Segundo ele, a Esso faz ?concorrência desleal? aos seus próprios revendedores. Siuffo atacou também a Shell. ?Não sei por quanto tempo manterei parceria com a Shell, não por questões comerciais, mas por questões de ordem ética e moral?, afirmou. O gerente do departamento jurídico da Esso, Bruno Bandeira de Mello, negou a verticalização na empresa e qualificou a atividade de ?prática danosa?. O gerente de Operações do Varejo da Shell, Antonio Ferreira Martins, disse que o sistema de franquia não é uma forma de verticalização. ?Não há subterfúgios na utilização de franquias?, afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.