Agência que garante pensões nos EUA perde US$ 4,9 bi

A agência que garante planos de aposentadoria privada nos Estados Unidos, PBGC, teve perdas de US$ 4,89 bilhões em investimentos em ações no ano fiscal de 2008, segundo documentos divulgados pelo diretor da agência, Charles Millard, ao comitê de educação e trabalho da Câmara. Segundo ele, apesar dos atuais desafios, "incluindo a contração econômica de certos setores que tradicionalmente fornecem benefícios definidos para aposentadorias", a agência que garante planos de previdência privada, administra planos de pensão falidos e paga os benefícios para trabalhadores desses planos "está mais forte hoje do que estava 12 meses atrás". As perdas da PBGC com investimentos em títulos e ações totalizaram US$ 4 bilhões. A agência informou que espera um déficit entre US$ 10 bilhões e US$ 12 bilhões no ano fiscal de 2008, abaixo da previsão anterior, que era de déficit de US$ 14 bilhões. A PBGC tem ativos totais de US$ 68 bilhões e US$ 83 bilhões em recebíveis. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.