Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Agência rebaixa dívida do Paraguai

A agência de análise de risco Standard & Poor´s rebaixou a nota da dívida interna de longo prazo do Paraguai de "BB-" para "B"; a nota da dívida externa de longo prazo de "B" para "B-"; e a nota da dívida de curto prazo em moeda local de "B" para "C". A S&P reafirmou a classificação para a dívida soberana de curto prazo em moeda estrangeira em "C". A perspectiva sobre as notas da dívida de longo prazo continua "negativa"."O rebaixamento dos ratings e a perspectiva negativa refletem a deterioração fiscal do Paraguai e o ambiente político, que colocam em risco a habilidade do governo em honrar seus pagamentos e obrigações da dívida", disse o analista de crédito soberano da S&P Sebastian Briozzo. "A administração da piora das condições fiscais e econômicas é complicada pela crescente instabilidade política, que continuará a enfraquecer as instituições políticas no Paraguai e colocar o pagamento da dívida em risco".Segundo o analista, "as dificuldades em encontrar fontes alternativas de financiamento num ambiente econômico em deterioração levaria a um rebaixamento". De acordo com Briozzo, o fracasso do governo em cumprir com as pré-requisitos do acordo com o FMI adiaram a execução de qualquer programa até o próximo ano. "Um acordo com o FMI teria proporcionado maior certeza para a perspectiva fiscal, trabalhando como uma âncora fiscal em tempos de maior instabilidade política e crescente pressão sobre gastos", disse o analista.Segundo a S&P, os problemas fiscais do Paraguai aumentaram pela contínua instabilidade política. O crescimento cessou completamente e a moeda continua a se desvalorizar. Esses fatores, combinados com as próximas eleições e a intranqüilidade social, impedem a elaboração de uma solução para o problema de fluxo de caixa do governo, disse a S&P.

Agencia Estado,

27 de novembro de 2002 | 15h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.