Agência rebaixa dívida externa do Uruguai

A agência de análise de risco internacional Fitch Ratings rebaixou a avaliação da dívida de longo prazo em moeda estrangeira do Uruguai de B+ para B. A agência também rebaixou a classificação da dívida de longo prazo em moeda local de BB- para B.A revisão com implicações negativas, assinalada em 28 de maio, foi removida, mas a perspectiva continua negativa. A avaliação da dívida de curto prazo em moeda estrangeira do Uruguai foi mantido em B."Esse último rebaixamento reflete o nível cada vez mais precário das reservas depois de dois meses de contínuos saques maciços dos depósitos", diz a nota da Fitch. "As reservas caíram US$ 368 milhões em junho, apesar do desembolso do FMI de US$ 514 milhões, sem os quais as reservas teriam encolhido US$ 877 milhões.Segundo a agência, "as reservas continuaram a cair de forma precipitada em julho: até o dia 26, as reservas diminuíram US$ 750 milhões para o saldo de apenas US$ 725 milhões".Para a Fitch, mesmo com o dinheiro programado do FMI em agosto, "as reservas mal poderão se sustentar de outra queda mensal no recente ritmo de declínio". A agência disse que nova ajuda multilateral poderá ser suficiente para o governo uruguaio cobrir as necessidades de financiamento até o final do ano.Contudo, a agência vai monitorar atentamente o ritmo de saques dos depósitos e a extensão do quanto a crise bancária compromete a capacidade do governo em pagar a dívida. "A suspensão de dois dos principais bancos domésticos desencadeou a declaração de um feriado bancário hoje. Isso, e as negociações em andamento como FMI sugerem que as decisões são iminentes", diz a nota. "Mesmo quando uma solução for encontrada para o problema de saques dos depósitos, o rating do Uruguai permanecerá sob pressão devido ao impacto da recessão e a fraqueza da taxa cambial sobre as finanças públicas".Na avaliação da agência, o PIB uruguaio "provavelmente vai encolher 7% este ano e as perspectivas de recuperação estão atreladas especialmente as da Argentina".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.