Agência rebaixa perspectiva da classificação do Uruguai

A agência classificadora de risco, Moody´s Investor Service, rebaixou, de estável, para negativa a perspectiva da classificação do teto de bônus e notes em moeda estrangeira e dos depósitos bancários também em moeda estrangeira.A agência disse que a perspectiva negativa para o teto da classificação dos bônus e notes em moeda estrangeira reflete o potencial de aceleração da deterioração fiscal em conseqüência do aumento da pressão para flutuação do peso. A Moody´s acredita que o governo do Uruguai seguirá sofrendo pressão de choques externos, o que imporá a necessidade uma política de resposta e suporte financeiro adicional. A Moody´s diz que acompanhará a implementação dos ajustes ficais de 2002 que serão conduzidos conforme agenda estabelecida junto ao FMI e sugeriu que desvios nas metas fiscais deverão ser fonte de sérias preocupações. O rebaixamento da perspectiva para a classificação dos depósitos em moeda estrangeira embute preocupações relacionadas a eventual impacto da crise argentina no segmento bancáriodo Uruguai

Agencia Estado,

19 de fevereiro de 2002 | 17h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.