REUTERS/Murad Sezer
REUTERS/Murad Sezer

Agência reguladora turca tenta conter queda da moeda

Medida é uma das primeiras ações e funcionários do setor financeiro turco lutam para enfrentar a drástica queda da lira

Landon Thomas Jr. – The New York Times, O Estado de S.Paulo

13 Agosto 2018 | 19h45

A principal agência reguladora turca entrou em ação para conter a troca de liras por moeda estrangeira, segundo informou neste domingo, 12, em seu site.

A medida é uma das primeiras ações e funcionários do setor financeiro turco lutam para enfrentar a drástica queda da lira, iniciada depois que o presidente Donald Trump anunciou na sexta-feira, 10, que vai aumentar tarifas sobre importação de aço e alumínio da Turquia.

Um grande banco turco, o Garanti Bank, também anunciou que não vai mais permitir que clientes abram novas 'trading positions' em moeda estrangeira, medida que dificultará que as pessoas troquem liras principalmente por dólares, mas também por euros e libras esterlinas.

As decisões vêm num momento de crescentes preocupações globais dobre a saúde da economia turca. Há temores de que a turbulência monetária que atinge o país se espalhe para outros mercados.

O banco central da China desvalorizou a moeda do país em  0,34% em relação ao dólar nesta segunda-feira, um indício de que moedas de outros mercados emergentes podem ser afetadas pelas dificuldades da Turquia. O BC chinês estabeleceu a taxa de referência para as transações em Xangai em 6,8629 yuans por dólar, a mais baixa em 15 meses.

O yuan já caiu mais de 9% desde meados de abril, por preocupações com os atritos comerciais com os Estados Unidos e com indício de enfraquecimento da própria economia chinesa nos últimos meses. O governo de Pequim tentou conter na primavera (de março a julho) a concessão de crédito e os gastos em infraestrutura, numa iniciativa de limitar a sempre crescente dívida interna. A medida, porém, foi revertida em grande parte desde o final de julho, para não prejudicar o crescimento econômico.

Nas primeiras transações em mercado futuro segunda feira na Ásia, a lira turca caiu mais de 20%, codada a 7,2 liras por dólar, depois de subir ligeiramente para 6,8 liras por dólar. A queda veio após um declínio de mais de 13% na ctação da moeda na sexta-feira.

Nos últimos meses, investidores ficaram cada vez mais preocupados com os altos índices da dívida exterior turca e com a relutância do banco central em elevar as taxas de juros, abordagem tradicional quando uma moeda fica sob ataque.

O presidente Recep Tayyip Erdogan vem reafirmando que altas taxas de juros não derrubarão a inflação. No domingo, ele continuou a criticar os que vendem liras, atacando também as agências de avaliação de risco e pedindo aos industriais turcos que parem de trocar liras por outras moedas.

Durante o fim de semana, o novo ministro das Finanças turco, Berat Albayrak, disse que o governo anunciaria um plano de ação na segunda-feira, mas os investidores, após dias de inação governamental, continuaram céticos quanato a interrupção da queda da lira.  

A principal agência reguladora bancária turca informou domingo que as operações em moeda estrangeira pelos bancos turcos não poderiam superar 50% do patrimônio líquido. Os bancos turcos têm tomado agressivamente empréstimos em dólar de bancos estrangeiros para reemprestar a empresas locais e incorporadores imobiliários./ TRADUÇÃO DE ROBERTO MUNIZ

Mais conteúdo sobre:
Turquiacâmbiodólar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.