carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Agência S&P rebaixa nota de 23 bancos da Itália

Standard & Poor's ressalta aumento no risco econômico e diz que a lucratividade das instituições financeiras do país deve cair nos próximos anos

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

18 de outubro de 2011 | 14h58

A agência de classificação de risco Standard & Poor's (S&P) rebaixou as notas de crédito de 23 bancos da Itália, afirmando que a renovação das tensões na periferia do zona do euro e as perspectivas mais fracas de crescimento levaram a uma deterioração no ambiente de operações do setor bancário italiano. A agência também reiterou os ratings de 19 bancos do país e alterou para negativa a perspectiva do Banca di Credito Cooperativo San Marzano di San Giuseppe, que possui rating BBB-.

"Nós acreditamos que os custos de financiamento dos bancos vão aumentar notavelmente por causa dos yields mais altos da dívida soberana da Itália. Além disso, o financiamento mais caro tanto para o setor bancário quanto para o corporativo deve resultar em condições de crédito apertada e numa atividade econômica fraca no curto e no médio prazo", afirmou a S&P, num comunicado.

A agência ressaltou que pode haver um declínio na lucratividade dos bancos italianos nos próximos anos por causa do aumento considerável no custo dos empréstimos, da volatilidade nos mercados de capital e das perspectivas reduzidas de crescimento. "Também achamos que a redução na expansão da economia da Itália em 2012 pode impedir uma melhora na qualidade dos ativos dos bancos do país e afetar a credibilidade" do setor, acrescentou. 

Tudo o que sabemos sobre:
S&PItáliabancoscrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.