Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Agências do INSS em SP têm dificuldades técnicas e sindicato refuta ligação com reforma

Representante dos servidores afirmou que não se trata de paralisação no dia em que o governo entregou ao Congresso a proposta para a Previdência, mas sim de problema na rede de comunicação

Caio Rinaldi, O Estado de S.Paulo

20 de fevereiro de 2019 | 10h18

As agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em São Paulo estão com dificuldades técnicas nesta quarta-feira, 20, conforme relatos do sindicato dos trabalhadores do Seguro Social e Previdência Social no Estado de São Paulo (Sinssp).

"Desde as 8h, recebemos informações de que a rede de informática utilizada pelas agências está com alguns problemas técnicos", disse ao Estadão/Broadcast o diretor do Sissp, Laercio Duque. 

Ele refutou a possibilidade de as agências estarem fechadas por causa da apresentação da proposta de reforma da Previdência, na manhã desta quarta-feira, pelo governo de Jair Bolsonaro. "Não tem nada a ver. Não é paralisação em relação à reforma da Previdência, mas sim por causa da rede de comunicação", afirmou.

A assessoria de imprensa do INSS em Brasília e São Paulo está apurando a situação das agências na capital paulista e também rejeita a possibilidade de que as agências estejam fechadas em protesto por causa da reforma.

AO VIVO: Bolsonaro leva ao Congresso proposta da reforma da Previdência; acompanhe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.