Agenda cheia promete volatilidade

EUA divulgam esta semana PIB do 2º. trimestre e taxa de desemprego de julho; ata do Copom é destaque no Brasil

Leandro Modé, O Estadao de S.Paulo

28 de julho de 2008 | 00h00

A agenda semanal de indicadores econômicos está carregada tanto no Brasil quanto no exterior, o que deve levar muita volatilidade aos mercados. Nos Estados Unidos, os destaques são o Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre, que sai na quinta-feira, e o relatório de emprego relativo a julho, na sexta. A expectativa dos analistas é de que, apesar das dificuldades dos últimos meses, os EUA tenham crescido 2% em termos anualizados. Para a taxa de desemprego, a estimativa é de que tenha subido de 5,5% para 5,6%. Os números do mercado de trabalho têm sido acompanhados com atenção pelos especialistas porque funcionam como uma espécie de termômetro da atividade econômica. No Brasil, o principal tópico da agenda é a ata da reunião da semana passada do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), que sai na quinta-feira. Os analistas buscarão no documento as explicações da autoridade monetária para a aceleração do ritmo de alta da taxa básica de juros (Selic) de 0,50 para 0,75 ponto porcentual. No encontro, o Copom elevou a Selic para 13% ao ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.