finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Agente de investimentos deve ser credenciado

O agente de investimentos é o profissional responsável por fazer a intermediação entre o investidor e as instituições financeiras. Ele é um profissional autônomo e a sua especialidade é sugerir as melhores dicas para o investidor aplicar o seu dinheiro. Os agentes geralmente trabalham em cidades do interior ou em bairros, onde não há sedes dos bancos, corretoras e financeiras. O agente recebe comissão da instituição financeira a qual ele é credenciado. Por isso, o investidor não tem de pagar por sua orientação ou qualquer outro serviço como, por exemplo, o de levar o cheque até a instituição ou a entrega de recibos. O coordenador da Comissão Técnica da Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), Matias Nazari Puga Neto, recomenda certos cuidados ao investidor. "Nunca entregar dinheiro nem cheque ao portador, só se deve emitir cheque nominal à instituição financeira. Além disso, o agente tem de entregar o documento que comprova o investimento com papel timbrado da insituição", diz. Regulamentação da profissão de agente A profissão foi regulamentada pela resolução 238 do Conselho Monetário Nacional (CMN) em 1972. Para receber o credenciamento, o candidato precisa ter segundo grau completo e ser aprovado em um exame escrito aplicado pelo Registro Geral de Agentes Autônomos de Investimento (RGA), órgão criado pelo Banco Central para habilitar o profissional. Uma vez habilitados, os agentes de investimentos podem ser credenciados por bancos de investimento, sociedades de crédito mobiliário, sociedades corretoras, sociedades distribuidoras, sociedades de crédito, financiamento e investimento. Restrições e cuidadosO presidente do RGA, Rogério Bonfiglioli, recomenda que o investidor sempre verifique o credenciamento do agente na sua carteira de identificação. A data precisa ser a do ano vigente. A resolução do CMN garante que o agente de investimentos tem de apresentar o seu documento de identificação. "O credenciamento é renovado ano a ano. Por isso, é bom verificar se está atualizado", explica Bonfiglioli. Em caso de dúvida, o investidor também pode ligar para o RGA (tel: (11) 3104-5168) e verificar pelo nome e número do credenciamento se o profissional está habilitado.Um agente de investimentos só pode trabalhar para três instituições. Também não tem autorização para realizar operações em seu próprio nome ou de empresas pelas quais não esteja credenciado e é proibido que o agente seja proprietário de empresa. No Brasil, de acordo com Bonfiglioli, há 3.500 agentes de investimentos credenciados, metade deles no Estado de São Paulo. É bom manter-se atento para evitar surpresas como a do empresário de Sorocaba Carlos Alberto de Queiroz, que em dezembro de 1989 aplicou seu dinheiro em letras de câmbio com o agente de investimentos da Fininvest da cidade, Jorge Cury, e não conseguiu resgatá-lo. Queiroz teve o seu dinheiro desviado e precisou recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (leia matéria). A Justiça está discutindo o caso há 11 anos. Leia mais a respeito no link abaixo.

Agencia Estado,

11 de janeiro de 2001 | 19h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.