Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Agora a Opel tem perspectivas de futuro''

O acordo selado na madrugada de sábado pela fabricante canadense de autopeças Magna e investidores russos para adquirir a Opel e outras operações europeias da General Motors vai proteger os ativos europeus de uma eventual falência da montadora americana, disse ontem a chanceler da Alemanha, Angela Merkel. O governo alemão, a GM e a Magna, em sociedade com o banco russo Sberbank, chegaram a um acordo para que a fabricante de autopeças adquira a Opel com um empréstimo-ponte de 1,5 bilhão (US$ 2,1 bilhões) do governo da Alemanha. Em contrapartida, a Magna se comprometeu a injetar 300 milhões imediatamente para manter as operações da Opel, explicou ontem o ministro das Finanças da Alemanha, Peer Steinbrueck. "Agora a Opel tem perspectivas de futuro", disse Merkel a jornalistas na manhã de sábado, algumas horas depois do acordo que atravessou a madrugada. "É agora que o trabalho para a Opel e para a Magna vai começar de verdade." O acordo prevê que a Magna fique com 20% da Opel e o Sberbank, com 35% - garantindo para o consórcio uma participação majoritária. A GM ficará com 35% e os empregados da Opel com os 10% restantes. O consórcio Magna/Sberbank planeja uma associação com a montadora russa Gaz para produzir mais de um milhão de automóveis na Rússia e no Leste Europeu. A Opel ficará sob a guarda de um agente fiduciário de forma a blindá-la da concordata da GM. Outros ativos da GM na Europa, incluindo a marca britânica Vauxhall e suas fábricas, foram transformados no início da semana passada em uma unidade autônoma da GM, a Adam Opel GmbH, para facilitar a venda. Toda a Adam Opel ficará sob a guarda de um agente fiduciário até a concretização do negócio com o consórcio Magna/Sberbank. A Saab, marca sueca da GM, ficou fora do pacote.

AGÊNCIAS INTERNACIONAIS, O Estadao de S.Paulo

30 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.