Agrícolas arrefecem e IGP-10 tem alta menor em outubro

Índice tem elevação de 1,07% no mês, em comparação com a elevação de 1,47% em setembro

Reuters,

16 de outubro de 2007 | 08h38

A inflação pelo Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) desacelerou em outubro, refletindo sobretudo uma alta menor dos custos dos alimentos após as fortes elevações recentes, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta terça-feira, 16. O IGP-10 avançou 1,07% neste mês, abaixo da alta de 1,47% de setembro.   Entre os componentes, o Índice de Preços por Atacado (IPA) subiu 1,45%, ante elevação de 2,06% em setembro.   A alta do IPA agrícola desacelerou para 5,12% em outubro, contra 6,04% no mês anterior. O IPA industrial também teve uma variação menor, de 0,17%, contra 0,75% em setembro.   As principais quedas individuais de preços no atacado foram de bovinos (-2,37%) e ovos (-6,08%). Esses itens tiveram fortes elevações nos últimos meses, devido a problemas internos e externos de oferta e aumento das commodities internacionais, e agora estão devolvendo parte dessa alta.   Por outro lado, destacaram-se as altas no atacado de soja (+12,13%), milho (+15,11%) e mandioca (+13,88%).   O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) elevou-se em 0,27% neste mês, contra 0,37% no anterior. A desaceleração veio principalmente de menores altas dos grupos alimentação (+0,44%) e saúde (+0,12%).     As principais baixas individuais de preços no varejo foram de leite longa vida (-11,68%), gasolina (-0,98%) e tarifa de energia elétrica (-0,70%).     O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) teve ganho de 0,49%, ante alta de 0,32% no mês passado.     O IGP-10 foi calculado com base nos preços coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência. No ano, o índice acumula alta de 4,96%. Nos últimos 12 meses a variação acumulada é de 6,54%.

Tudo o que sabemos sobre:
InflaçãoIGP-10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.