Agricultor poderá obter novo crédito mesmo após veto

Agricultores familiares que sofram impedimento de obter uma segunda linha de crédito porque não são capazes de honrar a primeira a contento poderão, a partir de hoje, obter o novo financiamento, desde que seu patrimônio esteja comprometido a ponto de emperrar a continuidade a suas atividades. A decisão foi determinada hoje pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

25 de fevereiro de 2010 | 20h04

"Não se trata de renegociação", disse o secretário adjunto de política econômica do Ministério da Fazenda, Gilson Bittencourt. "Nos últimos meses, em função dos problemas climáticos que estamos enfrentando, tem ocorrido demanda de negociação que, além de afetar produção, afeta patrimônio usado para a produção", continuou o secretário. Segundo ele, com a medida, evita-se que se mate o produtor por "antecipação".

A avaliação é a de que, se ele não tiver condições de prosseguir com seu trabalho, haverá uma dificuldade maior ainda de honrar sua dívida já contratada. "Enfatizo que esses casos (de problemas causados por questões climáticas) são exceções. Mas esses eventos existem e, para o produtor, pode ser o fim da atividade produtiva", considerou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.