Agricultor tem baixo nível de escolaridade, aponta IBGE

Segundo o levantamento, 39% dos produtores sabe ler e escrever mas não tem nenhum estudo

Jacqueline Farid, da Agência Estado,

30 de setembro de 2009 | 13h17

A maior parte dos produtores agropecuários do País tem baixa escolaridade, segundo mostra o Censo Agropecuário 2006, divulgado nesta quarta-feira, 30, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o levantamento, a "grande maioria" dos produtores é analfabeta ou sabe ler e escrever mas não tem nenhum estudo (39%) ou tem ensino fundamental incompleto (43%), totalizando mais de 80% dos produtores rurais. Entre as mulheres, o analfabetismo chega a 45,7%, enquanto entre os homens, essa taxa é de 38,1%. Apenas 3% dos produtores têm ensino superior, de acordo com o Censo.

 

Veja também:

linkDistribuição de terras é desigual, mostra estudo do IBGE

Segundo o IBGE, as regiões Norte (38%) e Nordeste (58%) concentram os maiores porcentuais de produtores analfabetos ou sem nenhum ano de estudo, enquanto Centro-Oeste (13%) e Sudeste (11%) têm os maiores percentuais de produtores com técnico agrícola ou ensino médio completo.

Tudo o que sabemos sobre:
educaçãoescolaridadeagricultorIBGE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.