Agricultores continuam com protesto nesta terça

Esta terça-feira foi marcada por mais um dia de protesto dos agricultores no Brasil. As manifestações ocorrem nos Estados do Mato Grosso do Sul, São Paulo e Bahia. Produtores do Mato Grosso do Sul, voltaram a bloquear em grupos vários trechos das duas maiores rodovias federais que atravessam o Estado. As ações começaram por volta de 7 horas desta terça-feira na BR-163, onde o trânsito de veículos foi paralisado nas entradas das cidades de São Gabriel do Oeste, Sonora, Rio Verde, Chapadão do Sul, na região norte. No leste, foram bloqueados trechos da BR-267 em Maracaju, Rio Brilhante e Nova Andradina. Nesses locais, eles impedem o tráfego durante uma hora, realizam panfletagem e liberam por 25 minutos. Existe um intervalo para descanso dos manifestantes, das 11 horas às 13 horas.O produtor líder do movimento na região norte do Estado, Vilson Mateus Brusamarello, disse saber das decisões da Justiça federal e Justiça estadual proibindo os bloqueios de estradas. Apesar disso, afirma que "decidimos pela obstrução total da BR-163, mesmo admitindo o risco de serem impedidos pela polícia".No leste, o agropecuarista Luís Alberto Moraes Novaes explicou que não existe orientação única pra as manifestações. "Cada sindicato decide por bloqueios, panfletagens, ocupação de prédios públicos do Estados, entre outras manifestações".Todas as ações fazem parte do chamado "Alerta no Campo", deflagrado no dia 26 do mês passado, em São Gabriel do Oeste. Para os produtores, as medidas anunciadas pelo governo são insuficientes. Eles reivindicam políticas de preço mínimo, redução da carga tributária e revisão da política cambial São Paulo Já no interior de São Paulo, agricultores interditaram as rodovias BR-153 e a Assis Chateubriand (SP-425), na altura de José Bonifácio, na região noroeste do Estado. O congestionamento atingiu cerca de 800 metros nos dois sentidos das duas rodovias. O protesto teve início por volta das 12h30 e durou cerca de 20 minutos, quando os produtores retiraram cerca de cem máquinas que obstruíam a passagem na pista. Por volta das 13 horas, as máquinas foram levadas ao acostamento, aguardando uma nova interdição prevista para o período da tarde. Os agricultores dizem que permanecerão na região até dia 25, quando o governo deverá divulgar novas medidas para o setor agrícola. Bahia Centenas de agricultores do Vale do São Francisco, norte da Bahia, bloquearam por duas horas na manhã desta terça-feira a Ponte Presidente Dutra, na rodovia BR-407, que liga as cidades de Juazeiro, Bahia e Petrolina, Pernambuco. No início do mês produtores do oeste baiano interditaram as principais rodovias da região pelo mesmo motivo.Os produtores chegaram à ponte por volta das 10 horas e posicionaram tratores na pista, provocando um engarrafamento nos dois sentidos. Patrulheiros rodoviários tentaram amenizar a situação desviando o tráfego na parte baiana para uma rodovia estadual em direção à cidade de Sobradinho, mas a confusão foi grande. Um dos organizadores da manifestação, Alberto Galvão disse que o ato uniu produtores e trabalhadores rurais, pois o temor na região é que a crise provoque falências e desemprego.As chuvas torrenciais fora de época nos últimos três anos na região agravaram a situação da lavoura irrigada do Vale do São Francisco, que já sofre com a desvalorização do dólar prejudicando a exportações de frutas. A situação causou um grande endividamento dos ruralistas que querem negociar com o Planalto a renegociação dos contratos de empréstimos para obter mais financiamentos. Os manifestantes liberaram a ponte por volta do meio-dia, encerrando o protesto.

Agencia Estado,

23 de maio de 2006 | 15h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.