Agricultores fazem manifestação em frente ao Congresso

Produtores ligados à Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) fazem hoje uma manifestação para cobrar do governo o desbloqueio dos recursos destinados à reforma agrária. De acordo com a assessoria da Contag, o Ministério do Desenvolvimento Agrário teve um corte de R$ 2 bilhões nos recursos para a reforma agrária. A expectativa da Contag é de que consiga reunir 6 mil trabalhadores rurais em frente ao Congresso.A Contag fará também uma ofensiva junto ao Congresso. O presidente da organização, Manoel José dos Santos., vai se reunir às 15 horas com o presidente do Senado, Renan Calheiros, e às 18 horas com o presidente da Câmara, Severino Cavalcanti.Além de conversar sobre a 11ª edição do movimento Grito da Terra Brasil , a Contag quer que o Congresso acelere as discussões de um projeto de lei que estende por tempo indeterminado os benefícios da previdência social aos trabalhadores rurais.Pela regra atual, os agricultores só têm direito ao regime geral da Previdência até 2006. O projeto, de autoria popular, foi encaminhado ao Congresso em 2002 e ainda está em análise.O movimento Grito da Terra Brasil é coordenado pela Contag e reivindica soluções para problemas emergenciais e estruturais do meio rural, desde a reforma agrária até políticas sociais para as famílias no campo. Neste ano, uma das principais reivindicações será a ampliação do Programa Nacional de Crédito Fundiário, especialmente no que se refere às linhas de financiamento para o combate à pobreza rural.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.