Transferência de aves da BRF de Goiás para Minas é liberada

Animais viajarão em caminhão por mais de 500 km; unidade está paralisada por conta da Operação Carne Fraca

André Borges, O Estado de S.Paulo

24 de março de 2017 | 21h50

BRASÍLIA - Milhares de perus vivos que hoje estão armazenados em granjas do interior de Mineiros, em Goiás, serão transferidos de caminhão em viagens de mais de 530 quilômetros, para serem abatidos em Uberlândia, em um frigorífico da BRF Perdigão que está sendo preparado para o processamento dos animais. 

A autorização para o transporte foi confirmado pelo Ministério da Agricultura. Havia apreensão dos produtores de Mineiros (GO) sobre a autorização para que os animais pudessem deixar o campo. 

Por meio de nota, o ministério informou que o transporte está autorizado pela Superintendência Federal da Agricultura de Goiás, que é vinculada à Pasta. "Não existe restrição de uma planta frigorífica fazer a remoção dos animais para serem abatidos em uma planta da empresa, em outra localidade, desde que o lote de animais esteja acompanhado da Guia de Trânsito Animal (GTA), e sejam observadas as boas práticas de bem estar animal", comentou.

A unidade da BRF em Mineiros está paralisada por ordem do ministério desde a última sexta-feira, 17, por conta de suspeitas de cobrança de propina a fiscais para o afrouxamento de licenças sanitárias. 

Segundo o Ministério da Agricultura, não há até o momento relatos de que houve contaminação por salmonella em produtos que deixaram a unidade de Mineiros. "O que está acontecendo em Mineiros é necessidade de transferência de animais para o abate", declarou. "Para evitar mortandade, a empresa pode fazer o deslocamento entre as unidades de produção com a Guia de Trânsito Animal (GTA). São animais sadios, que não têm nada a ver com a unidade de Mineiros, e não podem ficar esperando para serem abatidos."

A fábrica de Mineiros abate em média 115 mil frangos e 25 mil perus por dia. Por meio de nota, a BRF informou que protocolou no Serviço de Inspeção Federal (SIF) de Rio Verde (GO) e Uberlândia (MG), a solicitação de autorização para que os animais sejam encaminhados às fábricas localizadas nestas cidades. "Após obter autorização do SIF, os frangos já estão sendo abatidos na unidade de Rio Verde", comentou a companhia, que ainda aguardava a liberação referente à unidade de Uberlândia para o envio dos perus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.