''Agricultura não tem o que temer'', afirma Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva acredita que o setor agrícola "rapidamente" vai recuperar eventuais perdas na safra deste ano por causa da crise financeira e rejeita a tese de que as mudanças cambiais afetarão a renda no campo. "Precisamos parar de pensar em dólar e também pensar no real. A safra será colhida a um bom preço em real", afirmou Lula, que ontem deixou Madri em direção à Índia.Para ele, não está na hora de as pessoas "ficarem lamentando a crise". "Precisamos é aproveitar as oportunidades." O presidente garantiu que não está preocupado com uma eventual queda nos preços nem com o endividamento do setor. "Estamos tomando todas as medidas necessárias. A agricultura não tem o que temer", afirmou. "Essa é a história da agricultura brasileira. Um ano está com certas dificuldades, mas logo se recupera e compensa nos anos seguintes. A agricultura é cíclica."Lula destacou que a especulação afetou os preços das commodities nos últimos meses. "Muitos investidores, diante das perdas com o subprime, colocaram dinheiro em outras coisas, entre elas as commodities agrícolas."Para ele, um dos problemas mais graves hoje é a barreira colocada pelos países ricos ao comércio de bens agrícolas no mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.