Agricultura projeta aumento de 3,4% no valor bruto da produção

Levantamento leva em conta as 20 principais lavouras brasileiras

Célia Froufe, da Agência Estado,

12 de fevereiro de 2010 | 15h25

A perspectiva de que a safra 2009/2010 será robusta, o que inclui estimativa de colheita recorde para a soja, levou o Ministério da Agricultura a projetar um aumento de 3,4% este ano na comparação com 2009 no Valor Bruto da Produção (VBP), que é composto pelas 20 principais lavouras brasileiras. A expectativa da Pasta é de que o VBP chegue a R$ 159,49 bilhões em 2010. De acordo com levantamento divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) no início desta semana, a produção de grãos doméstica deve ser de 143 milhões de toneladas - a segunda maior da história -, com destaque para a colheita de 66,7 milhões de toneladas de soja.

 

O coordenador de Planejamento Estratégico do Ministério, José Garcia Gasques, salientou que o valor projetado em fevereiro está próximo ao visto em 2008, quando atingiu a maior cifra (R$ 161,87 bilhões) desde o início da série (1997). Além da safra farta, o coordenador explicou que também colabora para o aumento do VBP a recuperação de plantio em algumas regiões brasileiras que foram prejudicadas por fenômenos climáticos no ano passado.

 

A principal, segundo Gasques, é o Sul. Nessa região, o Valor Bruto de Produção deve passar de R$ 37,4 bilhões em 2009 para R$ 38,81 bilhões este ano. O Paraná deve sustentar a maior recuperação, já que Santa Catarina e Rio Grande do Sul amargam prejuízos em função da intensidade das chuvas nesses Estados no início do ano. A precipitação vem causando perdas principalmente às culturas de trigo e arroz. O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, calculou em torno de R$ 1,5 bilhão o prejuízo para o agricultor com esses dois produtos.

 

Das 20 lavouras usadas como referência no levantamento do Ministério, o destaque de alta é o café em grãos, cujo VBP estava em R$ 10,741 bilhões no ano passado e deve atingir R$ 13,129 bilhões em 2010, um incremento de 22,23%. Também merecem ênfase as culturas de cebola - que deve ter o VBP 40,92% maior este ano (R$ 1,548 bilhão) na comparação com 2009 (R$ 1,098 bilhão) - e soja em grão, que deve apresentar avanço de 8,32% de 2009 (R$ 42,130 bilhões) para 2010 (R$ 45,635 bilhões).

 

Já o VBP do arroz em casca deve apresentar recuo de 15,26% de um ano para o outro, segundo estimativa do Ministério, que passou de R$ 8,605 bilhões em 2009 para R$ 7,292 bilhões em 2010. O feijão em grão também deve registrar queda no período (-11,52%), passando de R$ 5,725 bilhões para R$ 5,066 bilhões. No caso do milho em grão, a perda projetada para o VBP é de 5,14%, ao passar de R$ 16,262 bilhões para R$ 15,426 bilhões de 2009 para este ano. Também indicam redução do valor de produção o amendoim (-27,36%), a batata inglesa (-6,79%) e o tomate (-2,56%).

Tudo o que sabemos sobre:
agricultura, produção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.