Agrishow: feira deve ter queda de 34% nas vendas este ano

A organização do sistema Agrishow estimou que foram movimentados R$ 500 milhões nesta décima-terceira edição da feira, uma queda de 34,21%, ante os R$ 760 milhões de 2005. O número de visitantes nestes cinco dias do evento também recuou 18,44% para 95.105 pessoas, contra as 115.184 no mesmo período do ano passado. Segundo o presidente da feira, Sérgio Magalhães, a queda era esperada, especialmente entre os produtores de soja. Diante disso, a Agrishow já havia reduzido o número de demonstrações em grãos realizadas neste ano: passaram de cerca de 10 no ano passado para apenas três neste ano. Os organizadores da feira destacam que o intuito da Agrishow, que é mostrar tecnologia e novidades do setor. O primeiro vice-presidente da Abimaq (Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos), Rubens Moraes, afirmou que o trabalho da feira é de impulsionar toda a cadeia produtiva e não apenas em máquinas agrícolas. "A feira virou um foro de demandas nacionais na agricultura, transmissão de tecnologias, economia etc", disse. Ele considera natural uma diminuição no volume financeiro movimentado na feira. "Eu, como agricultor, jamais compraria ou venderia nada antes do dia 25, por conta das expectativa até a divulgação de novas medidas pelo governo", completou. A 13ª edição da Agrishow termina amanhã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.