finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

AGU ganha tempo para prestar contas sobre sigilo

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Velloso, concedeu hoje mais dez dias para que a Advocacia-Geral da União (AGU) preste informações sobre as ações que questionam a constitucionalidade das leis que estabelecem mudanças no sigilo bancário. O prazo inicial da AGU venceu ontem. Para pedir a prorrogação na última quinta-feira, o titular da AGU, Gilmar Mendes, alegou que a matéria é complexa e que, no julgamento da liminar, já deverá ser adiantada a posição do Supremo sobre a constitucionalidade das leis. O prazo para a AGU entregar as informações venceria hoje, às 18 horas. As ações são da Confederação Nacional do Comércio e do Partido Social Liberal (PSL).

Agencia Estado,

29 de janeiro de 2001 | 19h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.