AIE alerta para risco de alta do petróleo

A Agência Internacional de Energia (AIE) evitou criticar a decisão anunciada hoje da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) de não elevar sua produção de petróleo, mas alertou que o balanço entre a oferta e demanda da commodity permanece apertado, representando um risco de uma maior elevação dos preços. "Nossa preocupação é que existem incertezas que cercam a sustentabilidade de parte da oferta", disse o diretor executivo da AIE, Nobuo Tanaka, em nota oficial. "O mercado está claramente desconfortável por ter perdido alguma cobertura de estoque nos últimos meses e com os preços próximos de US$ 90 por barril, está dizendo aos produtores que quer ver alguma flexibilidade restaurada".A AIE afirmou que a decisão da Opep hoje reflete o sentimento da Declaração de Riad, assinada no mês passado, quando os líderes do cartel se comprometeram a buscar promover "mercados energéticos equilibrados e preços do petróleo competitivos e estáveis"."Embora a ausência de um aumento formal da produção pelos principais dez países da Opep vai acalmar pouco a ansiedade dos mercados, reconhecemos que a produção total da entidade tem sido muito mais elevada (principalmente do Iraque e Angola) do que o previsto em sua decisão de setembro, e há sinais de que mais petróleo da Opep pode estar a caminho em dezembro", afirmou Tanaka.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.