AIE eleva estimativa para consumo mundial de petróleo

A Agência Internacional de Energia (AIE) elevou sua estimativa para o consumo mundial de petróleo neste ano de 1,5% para 1,8%. Segundo o organismo com sede em Paris, a demanda pela commodity poderá novamente superar a oferta global nos próximos anos, renovando a pressão sobre os preços da commodity. E alertou que eventuais novos cortes na produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) "poderão apertar acentuadamente o mercado".A estimativa para a média diária do crescimento do consumo global neste ano foi elevada em 273 mil barris, levando-a para 86 milhões de barris. A previsão da demanda global diária em 2006 também foi acrescida de 111 mil barris, somando 84,5 milhões de barris. Mas, em termos percentuais, ajustes causados pela revisão do consumo em 2005 mantiveram o crescimento do consumo no ano passado praticamente inalterado em 1%.As mudanças nas projeções do consumo foram causadas por revisões na China. Segundo a AIE, a demanda no gigante asiático foi de 7,1 milhões de barris diários no ano passado e subirá para 7,6 milhões de barris em 2007, uma alta de 6,1%.A média diária da produção cresceu em 175 mil barris em janeiro deste ano, somando 85,5 milhões de barris.ApertoO crescimento do consumo de petróleo nos países que não pertencem à Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) - que reúne trinta das nações mais industrializadas - cresceu 3,6% em 2006 e deve subir outros 3,2% neste ano.Segundo a AIE, essa tendência deve continuar. O crescimento do consumo nos países da OCDE registrará uma média de 420 mil barris diários nos próximos cinco anos, mas será três vezes maior nos países em desenvolvimento. "E, exceto na ocorrência de uma desaceleração econômica global, em apenas três anos a taxa de crescimento do consumo vai novamente superar a expansão de novas fontes de oferta", disse. "Na ausência de políticas mais fortes para conter o crescimento na demanda - incluindo aquelas anunciadas pelos Estados Unidos e União Européia - ou uma aceleração mais rápida na capacidade de produção, o magro alívio causado pela capacidade ociosa apertada poderá se mostrar muito breve."Segundo a agência, apesar do Hemisfério Norte ter registrado um início de inverno mais quente do que o normal, o consumo mundial de petróleo no quarto trimestre de 2006 superou em 1,3 milhões de barris diários o registrado há um ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.