AIE eleva previsão de crescimento da demanda global de petróleo

A demanda global por petróleo em 2010 crescerá mais que o esperado anteriormente, elevando a necessidade pelo produto da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), disse a Agência Internacional de Energia (AIE) nesta quinta-feira, atribuindo a alta aos mercados emergentes.

DAVID SHE, REUTERS

11 de fevereiro de 2010 | 11h56

A agência com sede em Paris que aconselha 28 economias industrializadas revisou para cima em 120 mil barris por dia sua estimativa para o crescimento da demanda em 2010, para 1,6 milhão de barris de por dia (bpd).

A forte recuperação na demanda segue-se a dois anos de queda no consumo, uma vez que o mundo enfrentou a pior crise financeira desde a década de 1930. A AIE estimou que a demanda por petróleo ficará agora em uma média de 86,50 milhões de barris por dia este ano, apenas 10 mil barris abaixo da máxima histórica vista em 2007.

"Toda a ação está nas economias emergentes da China, Índia, o resto da Ásia e o Oriente Médio", disse David Fyfe, diretor da divisão de mercados e indústria do petróleo da AIE, ao Reuters Insider TV.

Fyfe disse que a demanda por petróleo em mercados emergentes tem sido motivada por subsídios aos preços e auxílio econômico dos governos durante a crise financeira, apesar do relativo custo elevado do petróleo.

A AIE estima que o preço do petróleo deverá ficar em uma média de 75 dólares o barril em 2010, contra 58 dólares no ano passado.

A recuperação da demanda fez com que a AIE elevasse sua estimativa para o volume de petróleo da Opep necessário para equilibrar o mercado. O órgão elevou sua estimativa em 300 mil barris por dia em relação ao relatório do mês passado, totalizando 29,4 milhões de bpd em 2010, contra 28,9 milhões de bpd no ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODS, PETROLEO, DEMANDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.