AIG deve ser capaz de pagar governo dos EUA, diz Moody's

A seguradora AIG tem feito progresso tangível em seu plano de reestruturação e provavelmente será capaz de pagar o empréstimo feito pelo governo dos Estados Unidos para salvar a empresa, avaliou a agência de classificação de risco Moody's.

REUTERS

10 de novembro de 2009 | 12h38

A reorganização da companhia ainda depende fortemente do apoio do governo dos EUA, mas se as operações da AIG e os mercados financeiros globais continuarem a se estabilizar, a empresa será capaz de gerar valor suficiente para devolver os recursos aportados no grupo pelo governo norte-americano, conforme a Moody's.

A AIG divulgou na semana passada seu segundo lucro trimestral consecutivo, embora tenha ressaltado que as atividades em seus principais negócios continuam fracas.

Segundo a Moody's, o balanço trimestral da AIG mostra que a estabilização dos negócios de seguros da companhia continuam, apesar de as condições no mercado continuarem desafiadoras.

A agência de risco afirmou o rating de longo prazo da AIG em "A3", a sétima nota na faixa do grau de investimento, com perspectiva negativa.

(Reportagem de Dena Aubin)

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSAIGMOODYS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.