Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

AIG diz que perdeu US$ 4,8 bi com derivativos nos EUA

A American International Group (AIG), maior seguradora dos EUA, revelou hoje que sua carteira de derivativos de crédito perdeu US$ 4,88 bilhões de valor bruto de mercado em outubro e novembro do ano passado, um volume mais de quatro vezes superior aos US$ 1,15 bilhão estimado pelos executivos da seguradora em dezembro. Citando a observação feita pelos auditores de "fraqueza material" nos números informados, a AIG disse em documento preenchido na comissão de valores mobiliários americana (SEC, em inglês) que ainda está em processo de reavaliação das perdas potenciais das garantias que oferece sobre complexos ativos garantidos por hipotecas.A AIG disse que começou a ter problemas para encontrar um valor de mercado para sua carteira de derivativos de crédito com a queda no volume de negócios desses títulos após o desmoronamento do mercado imobiliário norte-americano.As ações da AIG caíram ao menor preço em cinco anos, o que provocou uma onda de vendas entre os papéis do setor financeiro. O analista do banco de investimentos Morgan Stanley disse que disse em nota a clientes que embora o montante revelado da baixa contábil possa ser revertido e a AIG tenha um significante excesso de capital, a revelação irá "levar os investidores a se preocuparem quanto à possibilidade de problemas em outras instituições".A baixa contábil de US$ 4,88 bilhões não inclui as perdas de dezembro e também os benefícios da diferença de spread dos contratos, os quais a AIG estima que poderão chegar a até US$ 3,276 bilhões do ajuste do valor bruto. A AIG tem como auditor independente a PricewaterhouseCoopers. As informações são da Dow Jones.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

11 de fevereiro de 2008 | 15h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.