finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

AIG registra lucro de US$ 455 milhões no terceiro trimestre

Seguradora foi beneficiada pela melhora dos mercados de hipotecas, crédito e ações nos Estados Unidos

Danielle Chaves, da Agência Estado,

06 de novembro de 2009 | 12h27

A seguradora American International Group (AIG) registrou seu segundo lucro trimestral consecutivo no terceiro trimestre deste ano e superou as estimativas dos analistas. A AIG passou para lucro de US$ 455 milhões (US$ 0,68 por ação), de prejuízo de US$ 24,47 bilhões (US$ 181,02 por ação) no terceiro trimestre do ano passado.

 

O resultado incluiu US$ 1,8 bilhão em perdas de capital, enquanto no ano passado o resultado havia incluído bilhões em baixas contábeis com credit-default swaps (CDS) e US$ 15,06 bilhões em perdas de capital. Excluindo as perdas de capital e atividades de hedge que não se qualificam para tratamento como contabilidade de hedge, o lucro do terceiro trimestre deste ano foi de US$ 2,85 por ação. Analistas esperavam lucro de US$ 1,98 por ação.

 

Os mercados de hipotecas, crédito e ações melhoraram significativamente desde que a AIG recebeu ajuda do governo dos EUA, em um total de US$ 180 bilhões. Além da melhora nos mercados, as mudanças no modo como as empresas financeiras podem avaliar os ativos ajudou a AIG a se recuperar das perdas contábeis e dos encargos que quase a levaram ao colapso. Apesar das melhoras, porém, analistas afirmam que a companhia, embora mais saudável, permanece fraca.

 

A AIG, que se tornou mais perseverante na venda de unidades à medida que tenta reembolsar a ajuda federal, vendeu no mês passado sua companhia de investimentos Primus Financial Holdings por US$ 2,15 bilhões, sua maior venda globalmente até agora. A AIG vai registrar uma perda de US$ 1,4 bilhão com a venda no quarto trimestre. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
AIGbalançotrimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.