Ainda não há decisão oficial sobre a Santos Asset Management

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informou hoje que não tem um posicionamento oficial sobre o destino do Santos Asset Management, gestor de fundos vinculado ao Banco Santos que sofreu intervenção do Banco Central (BC). A intervenção do BC não se estendeu ao Asset Management, que é a administradora de recursos de terceiros. A autarquia esclareceu, por meio de sua Assessoria de Imprensa, que quando tiver alguma decisão sobre o destino do Asset comunicará à imprensa, e que informações divulgadas até o momento sobre o que será feito com o Asset Management são especulação. Intervenção O Banco Central decidiu na noite de sexta-feira decretar intervenção no Banco Santos S.A. e na Santos Corretora de Câmbio e Valores Mobiliários S.A. Segundo a Assessoria de Imprensa do BC, a intervenção foi decretada por quatro motivos. O primeiro foi o comprometimento da situação econômica e financeira das duas instituições. O segundo, a deterioração da situação de liquidez de ambas. Além disso, o banco e a corretora infringiram, segundo o BC, as normas que regem a atividade bancária. Ainda de acordo com os assessores do Banco Central, houve inobservância das determinações do BC. Enquanto durar a intervenção, o banco - cujo controlador é Edmar Cid Ferreira -, ficará fechado ao público. Três desfechos são possíveis para o processo de intervenção: ou ela é transformada em liquidação, ou o BC decreta a falência do banco e da corretora, ou as duas instituições são autorizadas a voltar a funcionar caso as irregularidades sejam sanadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.