Airbus espera vender 800 aviões na AL até 2028

A fabricante européia de aviões Airbus espera vender 800 unidades para companhias aéreas da América Latina nos próximos 20 anos, de acordo com o vice-presidente sênior do grupo para a América Latina, Caribe e Espanha, Rafael Alonso. A Airbus estima que a demanda por aviões comerciais na região será em torno de 1,5 mil unidades nas próximas duas décadas. "A Airbus espera vender um pouco mais da metade deles", afirmou Alonso à agência Dow Jones Newswires, após apresentação em Bogotá.O aumento na renda por habitante na América Latina tem estimulado os viajantes a trocar o ônibus pelo avião, enquanto o crescimento econômico impulsiona o segmento de viagens de negócios. "O crescimento do tráfego aéreo na América Latina é mais rápido do que a média", afirmou. "No restante do mundo é registrado um crescimento de 4,5%, enquanto aqui temos taxas de 6% e em alguns países até de 20%", disse Alonso, ao destacar o Chile e a Colômbia, onde o tráfego aéreo cresceu 30% nos últimos anos.Segundo o executivo, a Airbus já garantiu contratos de venda com as grandes aéreas da região, como as colombianas Avianca e Avianca Mexicana de Aviación, a chilena LAN Airlines, a brasileira TAM e a Taca, da América Central. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.