Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Ajuda a montadoras entra em 'colapso' no Senado dos EUA

Plano não conseguiu apoio suficiente para ir a votação na casa do legislativo.

Da BBC Brasil, BBC

12 de dezembro de 2008 | 03h39

As negociações sobre um pacote de US$ 14 bilhões de auxílio às três maiores montadoras de automóveis dos EUA entraram em colapso no Senado americano nas primeiras horas desta sexta-feira, horário de Brasília.O plano não conseguiu apoio suficiente para ir a votação na casa.O senador Harry Reid, líder da maioria democrata, afirmou que as negociações estancaram depois de os representantes da central sindical United Auto Workers terem se recusado a aceitar a proposta dos republicanos de cortar salários em troca do auxílio.Os republicanos defendiam que a ajuda só deveria ser concedida às montadoras caso os trabalhadores concordassem com cortes de salários no próximo ano, para que eles se equiparassem com os das montadoras japonesas.Segundo o senador republicano Bob Corker, os dois partidos estiveram perto de um acordo, mas a resistência por parte da central sindical de fazer concessões em termos salariais antes de 2011 fez o pacote ruir.Harry Reid se disse "terrivelmente desapontado" quando viu que a possibilidade de votação havia falhado. Ele chamou o fato de "perda para o país"."Eu temo ver (o que acontecerá) com Wall Street amanhã. Não será um bom sinal" disse.O porta-voz da Casa Branca Tony Fratto também afirmou que o governo está "decepcionado com o Congresso" e que irá avaliar outras opções, mas não deu detalhes.O plano de auxílio a General Motors, Chrysler e Ford foi aprovado pela Câmara dos Representantes dos EUA na última quarta-feira.Para que o plano fosse aprovado no Senado, os democratas necessitavam do apoio dos republicanos, já que eles têm a maioria de apenas um voto na casa. Entretanto, mesmo alguns democratas se colocaram contra a medida.A General Motors e a Chrysler afirmam que correm o risco de ruir sem ajuda imediata. Já a Ford afirma que pode precisar da ajuda no futuro.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.