Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Ajuda à Varig depende de reestruturação, diz Amaral

O ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Sérgio Amaral, disse hoje que o governo apoiará financeiramente a Varig se a companhia e a Fundação Rubem Berta apresentarem um projeto viável de reestruturação da empresa. Segundo o ministro, a preocupação é que o caminho de viabilização da companhia foi interrompido com a desautorização da fundação à diretoria da Varig. "Estaremos de portas abertas para qualquer proposta que reestruture a empresa", afirmou.Amaral também disse que as disputas internas dentro da Varig não dizem respeito ao governo. De acordo com ele, a posição do ministério continua sendo a mesma. O ministro explicou que a proposta de reestruturação mostra que a companhia é viável e que, em 2004, recuperaria sua viabilidade operacional e financeira com ampla possibilidade de lucro.A questão para Amaral é que cada parte cumpra seu papel. "O governo e o BNDES já informaram que estão dispostos a colocar recursos desde que a companhia faça a sua reestruturação." Inclusive, segundo o ministro, os credores se dispuseram a capitalizar a empresa. "Está implícito que haverá dinheiro novo para a companhia, mas repito que isso depende desse processo de reestruturação que, infelizmente, foi rejeitado pela fundação. A decisão de fundação deixou todo mundo perplexo", disse.

Agencia Estado,

25 de novembro de 2002 | 16h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.