Ajuda de Abu Dhabi evita calote de bônus da Nakheel

A problemática incorporadora imobiliária Nakheel, de Dubai, disse nesta segunda-feira que pagará seus "bônus islâmicos" (sukuks) de US$ 3,52 bilhões nas próximas duas semanas, evitando um calote, após o emirado vizinho Abu Dhabi entrar em cena com uma ajuda de US$ 10 bilhões.

AE-DOW JONES, Agencia Estado

14 de dezembro de 2009 | 06h13

"A Nakheel confirma que vai honrar todas as obrigações relacionadas à Nakheel Development Limited Sukuk 2009, utilizando fundos que serão fornecidos pelo Fundo de Apoio Financeiro de Dubai", disse a incorporadora em um comunicado no site da Nasdaq Dubai.

Os bônus da Nakheel, vistos por muitos como um teste à capacidade de Dubai para pagar mais de US$ 80 bilhões de dívidas do governo e de empresas, vencem hoje. Mas um período de tolerância de duas permite que o emissor tenha até 28 de dezembro para fazer o pagamento.

Na manhã desta segunda-feira, Dubai afirmou ter recebido US$ 10 bilhões em financiamento de Abu Dhabi. Deste montante, US$ 4,1 bilhões dólares serão usados para pagar os sukuks da Nakheel. O restante dos recursos será utilizado para financiar as necessidades da Dubai World até o final de abril de 2010. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Dubaicrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.