Ajuda deve ir para bancos da Espanha, diz UE

Quando os líderes europeus ofereceram 100 bilhões de euros (US$ 130 bilhões) para a Espanha, eles não esperavam que o dinheiro fosse usado para qualquer outro propósito além da reestruturação do setor bancário do país, afirmou Simon O''Connor, porta-voz do comissário europeu para Relações Econômicas, Olli Rehn.

AE, Agencia Estado

20 de setembro de 2012 | 09h01

O comentário foi feito após o jornal espanhol El País afirmar que o governo está avaliando usar parte dos recursos para pagar a dívida nacional. "O dinheiro oferecido para reconstrução do setor financeiro da Espanha foi disponibilizado explicitamente para esse objetivo particular", declarou O''Connor. "Ele não está previsto para outros propósitos", acrescentou.

Segundo O''Connor, se a Espanha pedir menos do que 100 bilhões de euros para recuperar os bancos do país, não existe uma "implicação automática sobre o que pode ser feito com o restante". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhaUnião Europeiaajuda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.