Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

'Ajuste será mais difícil'

Segundo o ex-presidente do Banco Central, Gustavo Loyola, com a perda de grau de investimento, o ajuste da economia brasileira será 'muito mais difícil'

Gustavo Loyola, O Estado de S. Paulo

09 Setembro 2015 | 21h28

O Brasil perdeu o grau de investimento por causa da irresponsabilidade da política econômica, principalmente do primeiro mandato da presidente Dilma. Perdemos aquilo que nós demoramos muitos anos para construir. Quando eu fui presidente do Banco Central nos idos de 95 e 97, o País não era grau de investimento e todos nós trabalhávamos naquela época para conseguir isso. Foi um processo que se conseguiu atingir em 2008.

Agora perdemos depois de três ou quatro anos de uma política totalmente desastrosa sob inspiração do ex-ministro Mantega. O desfecho é realmente muito negativo. Embora muitos dos ativos estivessem precificando essa possibilidade de perda do grau de investimento, acho que o impacto da decisão da S&P será muito forte. É claro que tem duas outras agências nas quais o Brasil ainda tem rating de grau de investimento.

Mas provavelmente é uma questão de tempo. O Brasil também vai perder esses ratings. Com a perda de grau de investimento, o ajuste da economia brasileira será muito mais difícil. Certamente vamos demorar mais tempo para sair da recessão. / MÁRCIA DE CHIARA

Mais conteúdo sobre:
Gustavo Loyola ajuste fiscal rating

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.