Akatu.net: consumo consciente via Internet

O consumidor terá à sua disposição a partir de hoje um novo canal para avaliação da responsabilidade social das empresas e de suas ações sociais. O Instituto Ethos, que trabalha no desenvolvimento de responsabilidade social de empresas, está lançando neste Dia do Consumidor o site www.akatu.net. Este site tem por objetivo construir uma comunidade virtual de relações entre consumidores, empresas e entidades sociais. A idéia é mostrar o poder dos consumidores sobre a consciência das empresas na melhora da qualidade de seus produtos e de seus serviços, no tratamento do meio ambiente e na atuação de trabalhos sociais.No site existem seções de avaliação de empresas que trabalham com a responsabilidade social e dicas sobre consumo consciente. De acordo com o diretor-presidente do www.akatu.net, Hélio Mattar, o site será um espaço educativo, onde o consumidor poderá selecionar as empresas de sua preferência através da responsabilidade social. Os consumidores conscientes devem avaliar as empresas, segundo o site, pelas seguintes características: conduta ética, valorização dos recursos humanos, combate ao trabalho infantil, gerenciamento do impacto ambiental, política dos fornecedores, apoio a projetos sociais e de voluntariado e qualidade de produtos e serviços.Causas sociaisO www.akatu.net defenderá inicialmente 12 causas sociais. São elas: direitos humanos, diversidade, criança e adolescente, idosos, educação, meio ambiente, cultura, saúde, mulheres, combate à pobreza, indígenas e portadores de deficiência. O site contará com patrocinadores para auxiliar estas causas. Inicialmente são: Banco Real, Ford, Fundação BankBoston e Nestlé. Shopping virtualNo shopping virtual, o consumidor poderá realizar compras em 14 lojas virtuais e colaborar com uma das 80 entidades sociais que fazem parte do site. Isso porque toda compra realizada pelo site, as lojas virtuais destinam uma parte do valor da venda para essas entidades. Além do shopping o consumidor pode contribuir com as causas sociais através do ícone de doações. O internauta poderá doar o valor que quiser e o dinheiro será repassado aos projetos de ações sociais ou para entidades filantrópicas cadastradas no site. O pagamento das compras ou doações poderá ser realizado através de boleto bancário, depósito em conta corrente e cartão de crédito.MuralO consumidor terá à sua disposição um mural para construção de uma comunidade virtual de consumo consciente e para reclamações e sugestões das empresas. As perguntas e reclamações serão avaliadas e repassadas as empresas, que terão sete dias para responder ao consumidor. O site não possui nenhuma área de defesa do consumidor, mas fornecerá dicas e orientações sobre o consumo consciente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.