Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

AL recebe US$ 8 bilhões do Banco Mundial em 2007

A região da América Latina e Caribe foi a que mais recebeu empréstimos do Banco Mundial no ano fiscal de 2007, encerrado no último dia 30 de junho, para financiar projetos públicos e privados com o objetivo de reduzir a desigualdade social e promover o crescimento econômico sustentável em países em desenvolvimento.Do total de US$ 34,3 bilhões destinados para 620 projetos com este fim no período - um aumento de 7,8% em relação a 2006, ou US$ 2,7 bilhões -, a região recebeu US$ 8 bilhões, dos quais US$ 284,77 milhões foram direcionados para o Brasil. No mesmo período, os países da região subsaariana da África receberam US$ 5,8 bilhões, o Sul da Ásia, US$ 6,9 bilhões, o Leste asiático, US$ 4,3 bilhões, e o Oriente Médio e o Norte da África, US$ 2,6 bilhões.Um projeto da Argentina recebeu mais recursos que todos os programas brasileiros. Foram US$ 300 milhões para um projeto do governo, o Plan Nacer, cujo objetivo é reduzir a mortalidade infantil e ampliar a assistência médica para mães e crianças que não possuem planos de saúde privados. Um projeto colombiano recebeu a mesma quantia para promover a produtividade e o investimento empresarial, e outro, do Peru, recebeu US$ 150 milhões para a definição de normas e metas para a educação primária, saúde e nutrição, de forma que as famílias possam mediar a evolução de seus filhos.BrasilEntre os sete projetos brasileiros que receberam recursos, dois deles são de autoria do governo federal, quatro de governos estaduais - Pará, Bahia, Pernambuco e Piauí - e um da Prefeitura de Uberaba (MG). Os quatro Estados e o município, cujos empréstimos foram avalizados pela União, através do Tesouro, são governados por aliados do governo Lula.A cidade de Uberaba, governada pelo ex-ministro Anderson Adauto (PL), recebeu US$ 17,7 milhões para investir em saneamento básico por meio do Projeto Água Viva. A Bahia, do petista Jacques Wagner, recebeu US$ 100 milhões para o Projeto Integrado de Gestão das Rodovias Estaduais da Bahia, para obras de recuperação de estradas no Estado.Pernambuco, governado por Eduardo Campos (PSB), recebeu US$ 30 milhões para um projeto de redução da pobreza em comunidades rurais. Programa semelhante recebeu US$ 22,5 milhões no Piauí, governado por Wellington Dias (PT), e US$ 60 milhões no Pará, da também petista Ana Julia Carepa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.