Alckmin quer que UE reconheça SP livre de aftosa

O governo paulista enviará ao Ministério da Agricultura, na próxima semana, documentação provando que a carne de gado produzida no Estado está livre da febre aftosa que atingiu um rebanho em Mato Grosso do Sul. Com a ação, o governador Geraldo Alckmin quer que o ministério envie técnicos a Bruxelas para negociar o fim do embargo de países da União Européia à carne proveniente de São Paulo."O Estado de São Paulo representa dois terços da exportação brasileira de carne de gado. Não podemos ser penalizados injustamente pelo surto de aftosa em outro Estado", disse. Segundo o governador, há dez anos não há casos de aftosa em território paulista nem o registro de entrada de produto contaminado de outras regiões do País, devido às barreiras sanitárias.Para Alckmin, não faz sentido que a UE embargue toda a carne brasileira, uma vez que a contaminação pela aftosa se deu em uma região restrita. Segundo ele, é difícil dizer de quem é responsabilidade pelo surto de aftosa. Ele ressaltou que esta é uma preocupação para o Brasil porque o país é o maior produtor de carne vermelha do mundo e o segundo produto de maior importância na pauta de exportações, depois da soja.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.