Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

bolha

Paulo Bilyk: "Quem está comprado em 4 ou 5 ações corre risco grande de perder tudo"

Alcolumbre vota para derrubar vetos de Bolsonaro à franquia de bagagem gratuita

Os itens foram vetados pelo Planalto com a justificativa que a franquia mínima afasta o interesse de empresas estrangeiras

Daniel Weterman e Camila Turtelli, O Estado de S.Paulo

24 de setembro de 2019 | 19h45

BRASÍLIA - O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), votou para derrubar todos os vetos do presidente Jair Bolsonaro que proibiram a franquia gratuita de bagagem em voos domésticos. Os itens foram vetados pelo Planalto com a justificativa que a franquia mínima afasta o interesse de empresas estrangeiras investirem no setor.

A retomada da gratuidade das bagagens foi colocada pelos congressistas na votação da Medida Provisória que abriu o setor aéreo para o capital estrangeiro. A articulação da franquia foi encabeçada por senadores do PSDB e do MDB

Mais cedo, em entrevista ao chegar para a sessão, Alcolumbre defendeu manter o veto de Bolsonaro que proibiu a bagagem gratuita. “Eu acho que tem que manter o veto. Eu, Davi, pessoalmente”, declarou.

O voto de Alcolumbre foi fotografado pelo Estadão/Broadcast Político quando o presidente do Senado registrou a cédula com seu posicionamento em relação aos vetos analisados pela sessão do Congresso Nacional, nesta terça-feira, 24. Como a reportagem revelou mais cedo, Alcolumbre também votou para derrubar todos os vetos presidenciais à lei do abuso de autoridade

Nos demais temas analisados pelo Congresso, o presidente do Senado votou para que os vetos de Bolsonaro sejam mantidos.

 

Tudo o que sabemos sobre:
bagagemSenado Federalaviação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.