Álcool fica 3,1% mais barato na semana

O preço do álcool hidratado caiu 3,1% nos postos brasileiros na última semana. A informação, divulgada nesta terça-feira pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), mostrou que o litro encerrou a semana custando, em média, R$ 1,896. A queda foi ainda maior em São Paulo, onde já vale a pena novamente optar pelo combustível em vez de utilizar a gasolina. No Estado, o produto ficou 4,43% mais barato, com preço médio de R$ 1,593. É a primeira vez desde fevereiro que o álcool hidratado custa menos de R$ 1,60 por litro em São Paulo. Com a redução dos preços, que já chega à quinta semana consecutiva, o litro do álcool vale agora, em média, 64,7% do valor cobrado pela gasolina. Segundo especialistas, o combustível derivado da cana-de-açúcar se torna vantajoso se custar entre 60% e 70% pela mesma quantidade de gasolina. Na média nacional, porém, o preço do álcool equivale a 72,5% do valor de venda de seu concorrente.Mês No último mês, o preço do álcool anidro acumula queda de 5,2%, em média, no País e de 8,81% em São Paulo. Essa desvalorização é resultado do início da safra de cana-de-açúcar, o que faz com que haja mais produto disponível no mercado. Segundo levantamento do Centro de Pesquisa Econômica Aplicada (Cepea) da Universidade de São Paulo (USP), a cotação do álcool hidratado no atacado caiu 5,41% na última semana, chegando a R$ 0,856 por litro.A cotação do álcool anidro, que é misturado à gasolina, também caiu na última semana, informou o Cepea. O litro fechou a semana em R$ 0,978, valor 6,05% menor do que o registrado na semana anterior. Segundo a ANP, no entanto, a queda das cotações nas usinas não é repassada ao preço da gasolina, que continua estável em torno de R$ 2,58, em média, no País.Ribeirão PretoNo principal pólo produtor de álcool do Brasil, Ribeirão Preto, a queda acumulada em pouco mais de um mês já chega em 31,58%. No início de abril, quando a safra começou a ser processada, o litro custava R$ 1,90. Hoje a maioria dos estabelecimentos vende a mesma quantidade a R$ 1,30.IPC-FipeApesar de ainda não registrar toda a queda em seu índice mensal de inflação, a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) apontou uma redução de 7,84% nos preços do álcool combustível na cidade paulista em abril ante março, no Índice de Preços ao Consumidor (IPC) divulgado nesta terça. O combustível foi segundo maior responsável, atrás apenas dos computadores, por segurar o índice geral da Fipe no mês de abril, que sofreu uma variação positiva de 0,22% em Ribeirão Preto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.