Álcool hidratado sobe 2,96% nas usinas em SP

Após um início de ano conturbado, com altas nos postos e a ameaça feita nesta sexta-feira do governo federal de intervir no mercado, o preço médio do litro do álcool hidratado encerrou a primeira semana de 2007 com alta de 2,96% e o do anidro subiu 1,38% nas usinas paulistas. De acordo com levantamento do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/USP) divulgado nesta sexta, o litro do hidratado, utilizado nos veículos a álcool e flexfuel, foi vendido em média a R$ 0,86799 nas unidades produtoras, ante R$ 0,84299 na última semana de 2006. Já o preço do anidro, misturado em 23% à gasolina, saltou de R$ 0,86591 para R$ 0,87787.De acordo com o Cepea/Esalq, nesta primeira semana os negócios foram maiores entre as usinas e as pequenas e médias distribuidoras, já que as grandes estariam estocadas com o combustível adquirido no final do ano passado.Apesar da alta desde dezembro de 2006, os preços do álcool praticados nesta semana ainda são menores do que os verificados em igual período do ano passado nas usinas paulistas, responsáveis por 70% da produção do combustível no Centro-Sul, que está em entressafra da cana-de-açúcar. Na primeira semana de janeiro de 2006, o valor médio do litro do álcool hidratado era cotado a R$ 1,03484. Já o preço médio do álcool anidro, no mesmo período do ano passado, valia R$ 1,08401.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.