Álcool pode subir até 20%, diz analista

Os preços do álcool anidro combustível possui um espaço para subir 20% no curto prazo, de acordo com o analista Plínio Nastari, da consultoria internacional Datagro, especializada no mercado sucroalcooleiro. Segundo ele, existem dois motivos básicos para isto. O primeiro é que os preços do açúcar e do álcool costumam se manter em equilíbrio e, atualmente, o açúcar está 20% mais caro que o álcool. Considerando um metro cúbico de R$ 554,9 por metro cúbico deálcool anidro, indicado pela Esalq, este preço deveria ser de R$ 665,88 para estar em linha com a paridade do açúcar. O outro indicativo de que o álcool irá subir é de que, neste momento, elese encontra abaixo do preço do petróleo pago ao produtor nos Estados Unidos. A Datagro transformou todos os valores em reais por metro cúbico, revelando que, enquanto o preço do anidro ao produtor no Brasil é de R$ 554,9 , o preço do álcool nos Estados Unidos é de R$ 1.103, ante R$ 648 da gasolina e apenas R$ 580,7 dopetróleo. "É um absurdo que o produtor brasileiro seja tão mal remunerado", disse. Nas últimas semanas, o preço do álcool já vem dando sinais de recuperação e, apesar da Esalq apontar para a semana que passou um indicador de R$ 578 por metro cúbico, negócios já foram registrados por R$ 600 e até mais acima, entre R$ 620 e R$ 630.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.