Álcool sobe 11,8% e gasolina 3,8% em Ribeirão Preto

O preço do álcool hidratado subiu 11,8% e o da gasolina aumentou 3,8 % em postos de Ribeirão Preto (SP), cidade-pólo da maior região produtora de cana-de-açúcar do mundo. O litro do álcool, que custava R$ 1,69 na maioria dos postos até terça-feira (31), já é encontrado a R$ 1,89. Já o preço da gasolina saltou de R$ 2,39 o litro para R$ 2,48, graças à redução de 25% para 20% da mistura do anidro. O vice-presidente da Associação dos Postos Revendedores de Combustíveis de Ribeirão Preto e Região (Aprir), Eduardo de Paula Borges, afirmou que os estabelecimentos comerciais estão apenas repassando ao consumidor os reajustes feitos pelas distribuidoras. AcumuladoComo o reajuste acumulado no álcool em dez dias já chega a 26,85% - o litro custava R$ 1,49 no início da última semana - Borges prevê que haverá uma queda no consumo do combustível a partir de agora. "O consumidor que tem carro flex ou fazia ´rabo-de-galo´ só vai colocar gasolina", afirmou o vice-presidente da Aprir. Com os aumentos desta quarta-feira (1o.), o litro do álcool custa 76,28% do preço cobrado pelo litro da gasolina na cidade paulista. Especialistas afirmam que com até 70% de paridade, o consumidor de carros flex fuel poderia optar pelo álcool para ter mais economia. "Agora quem tem carro a álcool vai ter de amargar o prejuízo até o preço baixar com o início da safra", concluiu Borges.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.