carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Álcool sobe mais de 5% na semana nas usinas paulistas

Os preços do álcool nas usinas de São Paulo voltaram a ter forte alta esta semana, com aumento de 5,33% para o hidratado e de 6,56% para o anidro, que superou o valor de R$ 1, o que não ocorria desde maio de 2007. De acordo com o indicador do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq), divulgado hoje, o hidratado foi negociado, em média, a R$ 0,8963 o litro esta semana, ante R$ 0,8509 o litro, na passada, e R$ 0,7882 na anterior, um reajuste de 13,71% na quinzena.

GUSTAVO PORTO, Agencia Estado

02 de outubro de 2009 | 18h49

Já o álcool anidro (que é misturado à gasolina) variou 13,93% no mesmo período: saiu de R$ 0,9080 para R$ 0,9708 na semana passada e encerrou esta em R$ 1,0345, o litro. O maior valor nominal anterior registrado para o anidro, de R$ 1,0656 o litro, em média, foi na semana encerrada em 4 de maio de 2007. Já o valor do hidratado chegou, em 27 de abril daquele ano, a R$ 0,9176 o litro, em média. Os preços não incluem impostos.

A pesquisadora do Cepea/Esalq Ivelise Rasera Bragato disse que a justificativa para as altas seguidas do álcool nas usinas ainda é a redução na oferta, em virtude das chuvas ocorridas no final de setembro, que paralisaram a moagem da cana-de-açúcar e a produção de etanol. Segundo ela, durante a semana a oferta no mercado spot (à vista) foi pequena, com uma demanda firme com o temor de novas altas.

No entanto, a partir do meio da semana, os preços estiveram mais estáveis com algumas quedas, após o aumento da oferta e a redução da demanda. Nos postos, os preços também seguiram em alta esta semana. Em Ribeirão Preto (SP), o preço do etanol hidratado subiu 7,14% na terça-feira e variou de R$ 1,40 para R$ 1,50 o litro.

Tudo o que sabemos sobre:
álcoolpreçousinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.