carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Ale Combustíveis recebe R$ 27 mi para investir no Nordeste

Empresa utilizará crédito do Banco do Nordeste para modernizar e expandir a rede de postos na região

Kelly Lima, da Agência Estado,

29 de outubro de 2009 | 14h45

O Banco do Nordeste e a Ale Combustíveis, contrataram, nesta quinta-feira, 29, operação de crédito no valor de R$ 27 milhões por meio de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Em nota à imprensa, a Ale informou que o valor será investido na modernização e expansão da rede de postos de combustíveis ligados à bandeira no Nordeste. Ao todo, 85 revendas serão ampliadas ou instaladas. O investimento total previsto para essa etapa do processo de expansão é de R$ 38 milhões e, inicialmente, estima-se a geração de 100 novos empregos diretos.

 

Atualmente com 1.700 postos no Brasil, sendo 465 na Região Nordeste, a meta da ALE é crescer, pelo menos 38 %, e chegar a 640 nos próximos três anos na região (e 2.500 no país).

 

Quarta maior distribuidora de combustíveis do Brasil em número de postos, a Ale foi criada, em 2006, a partir da união da mineira ALE Combustíveis e da potiguar Satélite Distribuidora de Petróleo (SAT). Hoje, a empresa possui 45 unidades administrativas, com a matriz localizada em Nata (RN), além de escritórios em Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro, bem como bases de distribuição em 22 Estados de Norte a Sul do país e uma frota própria de 220 caminhões. Por mês, a empresa comercializa e distribui 300 milhões de litros de combustíveis a 5 mil clientes, entre postos de bandeira ALE, bandeira branca e grandes consumidores (empresas de transporte, embarcações, agroindústria). As atividades geram mais de 12 mil empregos diretos e indiretos.

 

Em 2008, o faturamento anual da empresa chegou a R$ 6,1 bilhões. No ano passado, a ALE adquiriu 327 postos da multinacional Repsol no Brasil e concluiu a aquisição da distribuidora catarinense Polipetro, com 130 postos nos Estados de Santa Catarina e Paraná. A meta é chegar a 2012 com faturamento de R$ 8,1 bilhões e 2.500 postos em todo o Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
AleNordesteBanco do Nordeste

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.