Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Alemã Daimler cortará 2,3 mil empregos em unidade japonesa

Reestruturação deve custar 260 mi de euros; empresa prevê melhora no lucro de 760 mi de euros até 2011

Nathália Ferreira, da Agência Estado,

13 de maio de 2009 | 11h38

A montadora alemã Daimler AG informou que cortará 2,3 mil empregos na sua unidade japonesa de caminhões Fuso até o final de 2010 e cortará o portfólio de produtos em 50% devido ao encolhimento do mercado doméstico.

 

Veja também:

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialAs medidas do emprego

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise

 

"O mercado de veículos comerciais japoneses está experimentando uma tendência de desaceleração de longo prazo com o potencial de crescimento mudando para as economias em desenvolvimento", disse a montadora, em comunicado, acrescentando que é inevitável reorganizar a rede de varejo japonesa.

 

A redução de empregos na Fuso será conquistada por meio de "aposentadoria por idade, demissões voluntárias, apoio para uma segunda carreira e outras medidas", disse a montadora. A reestruturação da Fuso pela Daimler deve custar 260 milhões de euros e levar a uma melhora no lucro de 760 milhões de euros até 2011.

 

A Daimler planeja consolidar a produção de ônibus na fábrica japonesa Toyama e transferir a produção da fábrica Oye para a Toyama até o final do segundo trimestre de 2010. A fábrica Oye será fechada. No Sudeste Asiático, a empresa fechará sua fábrica na Tailândia até o final de 2009. A fábrica, localizada em Lardkrabang, perto de Bangcoc, produz caminhões para o mercado doméstico.

 

Segundo a Daimler, a Fuso cortará seus custos fixos em 25%. A montadora disse que a Fuso reduziu os estoques em 45% desde o quarto trimestre de 2008 e diminuiu as despesas em 20% no primeiro trimestre de 2009.

 

A Daimler Trucks é a maior produtora mundial de veículos comerciais em vendas e compreende as marcas Mercedes-Benz, Freightliner, Mitsubishi Fuso e Western Star, além dos ônibus Thomas Built. A divisão vendeu 472.100 veículos em 2008 e teve receita de 28,6 bilhões de euros. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.