Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Alemanha adia decisão sobre a Opel até sexta-feira

O governo alemão adiou a decisão sobre a concessão de um empréstimo-ponte com garantia estatal para a Opel, unidade da montadora norte-americana General Motors (GM) no país, porque a GM surpreendentemente pediu mais dinheiro, segundo disseram representantes do governo da Alemanha.

AE-DOW JONES, Agencia Estado

28 de maio de 2009 | 03h16

A decisão foi adiada até sexta, anunciou o ministro da Economia, Karl-Theodor zu Guttenberg, depois de uma reunião em Berlim que entrou pela madrugada. O ministro das Finanças, Peer Steinbrueck, disse que a GM surpreendentemente apresentou um novo pedido de dinheiro, no valor de ? 300 milhões (US$ 414,24 milhões), que o governo alemão não está disposto a atender.

Steinbrueck acrescentou que o objetivo de qualquer ajuda a ser concedida pelo governo alemão tem de ser transparente. "Esse não foi o caso", afirmou. "Não podemos aceitar isso, porque precisamos de segurança", disse o ministro. Ele afirmou, porém, que há uma "esperança razoável" de que uma decisão sobre o empréstimo-ponte seja tomada nesta sexta-feira.

Segundo Steinbrueck, a fabricante de autopeças austro-canadense Magna International e a montadora italiana Fiat ainda estão na disputa pela Opel, mas não mais o fundo de investimentos Ripplewood. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
GMAlemanhaOpel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.