Alemanha e França pedem permissão à UE para tributar transações financeiras

Pelo menos nove Estados membros precisam aderir para que a legislação seja implementada

Priscila Arone, da Agência Estado,

28 de setembro de 2012 | 12h40

BERLIM - Alemanha e França enviaram uma carta para a Comissão Europeia para solicitar, formalmente, a permissão para que nove Estados membros introduzam um imposto sobre transações financeiras, informaram os ministros de Finanças dos dois países nesta sexta-feira.

"Ao tomar a medida conjunta e fazer o requerimento, Alemanha e França mostram a necessidade da integração europeia na questão da tributação dos mercados financeiros com um olhar para atenuar as consequências da crise financeira", declararam o ministro de Finanças alemão, Wolfgang Schäuble e seu colega francês, Pierre Moscovici, em comunicado conjunto.

De acordo com a lei da União Europeia (UE), é necessário um mínimo de nove Estados membros para a introdução de uma legislação que não tem o apoio de todos os integrantes do bloco. Outros países da UE têm a opção de aderir à lei mais tarde.

Em carta separada, os dois ministros convidaram os demais Estados membros da UE para unirem-se a eles na  introdução de impostos sobre transações financeiras. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
CriseEuropaAlemanhaFrança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.