bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Alemanha eleva previsão de expansão em 2013 para 0,5%--ministério

A Alemanha crescerá 0,5 por cento este ano, afirmou nesta quinta-feira o governo do país, aumentando sua projeção em apenas 0,1 ponto percentual, à medida que a falta de investimento e exportações fracas continuam sendo um peso sobre a maior economia da Europa.

Reuters

25 de abril de 2013 | 08h44

O Ministério da Economia da Alemanha manteve a projeção de 2014 em sólido crescimento de 1,6 por cento e disse que está otimista, ao passo que a economia global começa a ganhar força e os Estados da zona do euro afetados pela crise fazem progresso com suas reformas.

"Há todas as razões para olhar para o futuro com otimismo. A economia alemã está se recuperando novamente e está deixando, de forma bem sucedida, uma fase de crescimento fraco para trás", afirmou o ministro da Economia do país, Philipp Roesler, em comunicado.

O motor econômico da Europa perdeu força no final de 2012 depois de registrar forte desempenho durante os dois primeiros anos da crise da zona do euro. O crescimento desacelerou para 0,7 por cento no ano passado e a economia contraiu 0,6 por cento no quarto trimestre, à medida que as empresas adiaram investimentos e o comércio internacional enfraqueceu.

Economistas consultados pela Reuters esperam que a economia alemã tenha evitado a recessão ao crescer cerca de 0,3 por cento no primeiro trimestre, apesar de uma queda no sentimento empresarial e de um declínio na atividade do setor privado sugerirem que o país pode estar caminhando para uma contração no segundo trimestre.

O Ministério informou que as empresas irão gastar 2,2 por cento a menos em equipamento este ano do que em 2012, revisando para baixo a previsão de janeiro de 1,3 por cento a menos de investimento devido a uma forte queda no ano passado.

O Ministério afirmou ainda que a taxa de desemprego da Alemanha ficará estável na mínima de 20 anos de 6,8 por cento este ano antes de cair para 6,6 por cento em 2014.

As exportações, que tradicionalmente têm sido o motor do crescimento econômico da Alemanha, irão crescer 1,6 por cento este ano, antes de aumentarem 5,0 por cento em 2014, projetou o Ministério.

(Reportagem de Michelle Martin)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROALEMANHAPROJECOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.