Alemanha estuda 'todas as opções' para socorrer bancos

O governo da Alemanha estuda "todas as opções possíveis" para combater a crise financeira, mas ainda não tomou nenhuma decisão, disse um porta-voz. A declaração foi feita em reação à reportagem do jornal Die Welt, segundo a qual o governo da chanceler Angela Merkel estuda adotar um plano de socorro a instituições financeiras alemãs do mesmo tipo daquele anunciado nos últimos dias no Reino Unido. Segundo o Die Welt, o plano envolve uma injeção de capital de 10 bilhões de euros nos bancos, em troca de participação acionária, e mais de 100 bilhões de euros em garantias governamentais para empréstimos interbancários. O jornal ressalva que o plano enfrenta resistência entre os conservadores do partido União democrata-cristã (CDU, na sigla em alemão), de Merkel, que governa em aliança com a centro-esquerda. O porta-voz do governo alemão, Ulrich Wilhelm, disse que "é papel do governo estar preparado e estudar todas as opções possíveis. Não há decisões políticas neste momento. Os ministros das Finanças do G-7 estão conversando em Washington sobre esse tópico e sobre as diversas opções". As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.