Alemanha não descarta ajuda do FMI para a Grécia

Presidente da Comissão Europeia diz que países da zona do euro estão prontos para auxiliar na crise grega 

Danielle Chaves, da Agência Estado,

19 de março de 2010 | 08h19

O governo da Alemanha não descartou uma resposta aos problemas de dívida da Grécia que incluiria ajuda do Fundo Monetário Internacional (FMI), afirmou Ulrich Wilhelm, porta-voz da chanceler Angela Merkel.

 

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, por sua vez, disse em uma entrevista à rádio francesa France 24, que será transmitida neste sábado, que os países da zona do euro, incluindo a Alemanha, estão prontos para fornecer ajuda para a Grécia se o governo grego pedir.

 

Wilheim observou, porém, que a Grécia não pediu ajuda da Alemanha ou de outro parceiro da União Europeia, portanto ainda não há base para tomar qualquer decisão sobre o fornecimento de ajuda.

 

Barroso fez afirmação similar. "A Alemanha está pronta para o caso de a Grécia precisar dela, mas até agora a Grécia não pediu suporte financeiro", disse, observando que no início desta semana ele se reuniu com o primeiro-ministro grego, George Papandreou. Para Barroso, os países da zona do euro deveriam tem "algum tipo de mecanismo" pronto o mais rápido possível para o caso de a Grécia pedir suporte financeiro. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.